Vicente apresenta EP “Era Pra Ser”

Cantor, compositor, DJ e produtor musical brasiliense, Vicente faz um pop moderno e com influências da música alternativa e clima de sensualidade no EP “Era Pra Ser”. Com produção musical de Ecologyk, o EP chega junto do clipe “Metanfetamina”. O trabalho está disponível em todas as plataformas de música digital pelo selo Asfalto Rec.

Gravado em apenas quatro dias, o EP tem canções autorais e composições do artista LAN, de São Paulo, e conta com cinco faixas: “Desejo”, “Incendiar”, “Era Pra Ser”, “V.R.2D” e “Metanfetamina” – esta última se tornou o primeiro single, versando sobre a relação doentia do homem com amores, drogas e trabalho.

“Nessas novas músicas, eu estou mais maduro e trago uma pegada mais sexy. Costumo dizer que gosto de fazer música para as pessoas transarem. Espero que ‘Metanfetamina’ gere muitos filhos por aí”, se diverte Vicente.

A música aparece na vida de muita gente na infância. Com Vicente não foi diferente. Ele sempre gostou de cantarolar os versos de canções famosas quando pequeno e sonhava estar no palco do programa de calouros do Raul Gil. Mas a pouca idade o fez repensar esse caminho várias vezes. O artista começou a trilhar seu caminho nas artes através do teatro musical, com participações na homenagem aos Beatles, “Across The Universe”, e no espetáculo brasiliense “Entre Sonhos e Sonhos”. Em 2016, depois de participar do reality show X Factor Brasil, o artista começou o projeto de carreira solo.

No ano passado ele iniciou uma parceria com o produtor Ecologyk, que o ajudou na trajetória e na conceituação artística do projeto. Os primeiros lançamentos foram os singles “Porta Aberta” e “Nanana Ê”, ajudando no processo de amadurecimento do Vicente enquanto produto musical e trazendo, nessa última faixa, um sentido bem especial.

“Eu escrevi essa música numa madrugada em que eu estava me sentindo muito mal, muito vazio por dentro, e nessa hora eu senti que meu avô estava ali comigo, foi quando eu escrevi o primeiro verso e a música veio por completo. Meu nome artístico é Vicente em homenagem ao meu falecido avô, Vicente de Paula Rodrigues. Digo sempre que se eu for 5% do que meu avô era, já vou me tornar um grande homem”, reflete.

Gravado em apenas quatro dias num processo criativo muito rico, o EP “Era Pra Ser” fecha o ciclo desses lançamentos e já está disponível em todas as principais plataformas de streaming através do selo Asfalto Rec.

Veja o clipe de “Metanfetamina”:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *