Raphael Ota lança “Quero Um Agora”, com participação de Sabrina Lopes

Hoje, 14 de setembro, Raphael Ota lança o single “Quero um Agora”, com a participação de Sabrina Lopes.

Ouça aqui.

Na letra, os compositores falam sobre um tema corriqueiro em canções, o amor. Mas sob uma ótica mais profunda, trazendo à tona sentimentos e atitudes fundamentais para qualquer relacionamento, como a confiança, a entrega ao outro e a parceria.

A canção foi produzida por Jeff Pina, gravada no WSTF estúdios, mixada e masterizada por William Santos.

“Quero um Agora” foi composta em parceria com Sabrina, Raphael explicou o processo, “Compor com a Sabrina é uma experiência muito enriquecedora. Ela é muito rápida em esboçar ideias e no fim, tínhamos a composição pronta em menos de duas horas.” e completou “O resultado final ficou interessante, pois traz uma sonoridade diferente de tudo que já lançamos.” Raphael Ota lançará o clipe de “Quero um Agora” na próxima terça-feira, 18 de setembro.

Raphael Ota é cantor, compositor e multinstrumentista. Nasceu no final dos anos 80 em Umuarama, no Paraná, mas cresceu na vizinha Maringá. É graduado e mestre em Música, além de ser especialista em Musicografia Braille e o ensino de música para deficientes visuais.

Quando tinha apenas 6 anos disse para mãe que gostaria de tocar bateria, mas ela acabou matriculando-o em aulas de teclado. Aos 11 anos de idade compôs a primeira música. Com 12 anos, Raphael Ota entrou para a sua primeira banda, Tcharrua. Convidado por um colega de curso, começou tocando teclado e fazendo os backings vocals. No início tocavam covers de pop rock da época, como Jota Quest, Skank, Paralamas e CPM 22. Porém começaram a fazer as próprias canções e lançaram o EP “Nessa Noite” (2003), chegando a tocar nas rádios de Maringá (PR).

Começou a estudar o segundo instrumento, contrabaixo elétrico, ainda na adolescência e a vontade de aprender novos instrumentos musicais, que sempre existiu, aflorou ainda mais. Aprendeu o instrumento que sempre quis, a bateria, além de violão, guitarra, ukulele, bandolim, piano, entre outros.

Todo esse conhecimento foi fundamental para o início da carreira de Raphael Ota, já que, sozinho, conseguiu gravar suas próprias músicas em casa, tocando todos os instrumentos necessários.

Foi quando surgiu a necessidade do músico aprender também sobre softwares de gravação. Raphael começou a estudar sobre o assunto ainda na adolescência, com os programas de gravação que encontrou no computador de casa, passou do gravador do Windows para o Audacy, enquanto estava na graduação recebeu a orientação de alguns professores sobre o assunto. Desse laboratório surgiu o primeiro disco, “Ultrapassaro”, lançado em 2014.

No ano seguinte se formou em Engenharia de Áudio pelo Instituto de Áudio e Vídeo (IAV) e paralelamente começou a produzir alguns outros artistas independentes, como Encantoré, Fee Grilo, Peixinho da Maré, Leandro Hilários, Rick Marini, além da confecção de trilhas sonoras para canais relevantes do Youtube, como do Pyong Lee e da Katherine Chaise.

Em 2017 Raphael Ota lançou o segundo álbum, “Paralelo”, gravado em seu home studio e masterizado no Abbey Road Studios, o disco teve participação de David Dafré (guitarrista do Vanguart) e foge da temática melancólica presente no primeiro álbum.

Janeiro de 2018 marca um novo momento na carreira artística de Raphael Ota, quando iniciou um trabalho conjunto com Julio Salinas, do Seta Reta Artística, e lançou o single “Enfim Despertei”.

Agora, Raphael Ota se prepara para um novo lançamento, dessa vez uma parceria com Sabrina Lopes, “Quero um Agora”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *